Como escolher meu sapato de salto?

Os sapatos de salto ainda causam certa divergência entre as mulheres. Muitas adoram subir no salto alto e se sentir mais poderosa, mas, no fim do dia, acabam com uma dor terrível nos pés ou na perna. Outras nem arriscam e optam por sapatos baixos para evitar o desconforto. Uma porcentagem, no entanto, pesquisa o melhor tipo de salto para seu tipo físico, altura, etc, e, consequentemente, usam os sapatos normalmente, sem sofrimento.

E se eu te disser que são essas últimas que possuem razão? Salto alto não é algo que devemos escolher a rodo, é importante saber o tipo indicado para seu corpo e suas necessidades. Devemos presar pelo conforto e pela saúde dos pés, por isso listamos umas dicas imperdíveis de como escolher o tamanho do salto.

Dica 1 – Primeiramente, ao comprar o sapato de salto, você precisa ter em mente onde você vai usá-lo. Se for utilizá-lo para trabalhar, considere se você fica muito sentada ou de pé. Se for para a balada, você costuma dançar ou ficar na mesa bebendo com os amigos?

Dica 2 – Segundo pesquisadores ingleses, a altura máxima indicada de salto alto é 12 centímetros, sendo que a maioria das mulheres preferem saltos largos de 3 a 4 centímetros.

Dica 3 – O salto largo dá maior estabilidade e equilíbrio, então se puder optar por saltos mais altos deste estilo, é mais seguro.

Dica 4 – No entanto, se você gosta de saltos altos e finos, dê preferência aos que possuem a base inicial mais grossa e “meia-patas”.

Dica 5 – Pés maiores se acomodam melhor em saltos altos. Já pés pequenos se inclinam muito mais para alcançar a altura do sapato.

Dica 6 – O principal fator para definir o tamanho do salto alto é o conforto. Para saber se aquele sapato é ideal, sempre calce os dois pés e verifique se, ao andar, ele não incomoda.

Dica 7 – Saltos extremamente altos ou baixos não são muito indicados, uma vez que podem prejudicar a saúde de suas articulações. Procure sempre o bom senso e use de forma variada sapatos com saltos de todos tamanhos.

Dica 8 – Se possível, evite passar longos períodos com salto alto. Opte por usá-lo em ocasiões especiais.

Dica 9 – Respeite seus pés: se aquele modelo de sapato só te machucou, não volte a usá-lo ou comprar um semelhante.

Dica 10 – As plataformas e saltos Anabela ainda são os mais seguros e confortáveis para o dia a dia.

O sapato de cada signo

Resolvemos te dar uma mãozinha na hora de construir os looks da semana! Sabemos que você passa o olho em todas as roupas dos cabides e por todos os calçados da sapateira e, depois de rodar e rodar, acaba escolhendo “o de sempre”, não é?

Que tal, só para variar um pouquinho, calçar o que o seu signo diz que combina mais com você? Segundo a astrologia, o signo influencia a personalidade e esta, por sua vez, influencia em todas as escolhas da vida da pessoa: inclusive na escolha das roupas!

Essa lista também pode te ajudar na hora de fazer compras. Vamos lá?

Áries: a mulher de áries não se importa com tendências: só veste e calça o que faz ela se sentir bem. Porém, sua personalidade rebelde faz com que cores fortes e muito estilo façam parte do seu closet. E a junção de conforto com estilo é traduzida nos saltos anabella e plataforma.

IMG_0102 - Copia

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Libra: o salto alto que chama a atenção por onde passa define a libriana. Vaidosas, gostam de valorizar ao máximo sua imagem. Elas apostam em sapatos no estilo femme fatale.

17861635_1372705079488916_5061688045917258755_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Leão: elas gostam de chamar a atenção, mas diferente das librianas, preferem os sapatos mais charmosos do que sensuais.

17884212_1377347412358016_194969402817048821_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Virgem: as virginianas são perfeccionistas. Quando escolhem o look, pensam muito nos detalhes. Por isso a escolha do sapato é tão importante! No caso delas, sem salto ou com salto, não importa, o que vale é conter detalhes e um bom trabalho feito à mão.

17903382_1375211352571622_3746103902670830881_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Sagitário: conforto! As mulheres de sagitário se preocupam mesmo é com conforto. Mas é claro, que mulher que não gosta daquele sapato sem salto – ou salto baixo – que também é lindo e charmoso?

17760064_1364224650336959_5590499858700465652_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Peixes: elas sempre estão atualizadas sobre as tendências e gostam mesmo de um look moderno. E sabe o que está super em alta? O nude!

17861838_1371497409609683_5415204399704647004_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Câncer: é o signo mais romântico do zodíaco. Precisamos dizer mais? Os sapatos boneca são perfeitos para as cancerianas!

18057876_1389516961141061_4674909765478673223_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Escorpião: elas seguem o estilo das librianas! Mas conseguem ser ainda mais sensuais!

17795828_1369933866432704_7419176045384752377_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Touro: as taurinas são mais discretas e elegantes. Gostam do sofisticado, porém com cores neutras.

17634781_1368466833246074_7548409704403339796_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Gêmeos: são ecléticas! Hoje pode estar calçando um tênis, amanhã uma peep toe e terminar a semana de sapatilha. Mas elas não seguem a moda não: seus looks variam de acordo com o humor mesmo! Então se olhe no espelho e se pergunte: quem eu quero ser hoje?

17634872_1374853655940725_1750959761748164064_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Capricórnio: práticas, as capricornianas preferem os calçados sem salto ou de salto baixo. Pode até seguir a moda, mas desde que a tendência não atrapalhe o seu dia-a-dia.

17553821_1358632567562834_4832255388131305846_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 


Aquário: são excêntricas e gostam do diferente. Entre as várias tendências que surgem no mundo da moda, escolhem aquela que se diferencia das outras. Design diferente é com elas mesmas!

17553757_1356948001064624_8384860523236538176_n

Gostou? Então clique na foto para adquirir o seu! 

Quais cuidados devo ter com meu sapato de couro?

Imagine você, estreando seus sapatos retrô ZPZ para dar uma volta ao ar livre e, no meio do caminho, cai aquela chuva! Seus sapatos molharam, sujaram e parece que não tem mais jeito, vai ter que comprar outro par.

Muita calma nessa hora. Essa é uma das situações em que os cuidados básicos com sapatos de couro definirão sua vida útil, e os mesmos cuidados valem para o couro sintético. Se você seguir tudo certinho e se for um sapato de qualidade, com certeza vai durar muito tempo.

Dê uma conferida em nossas dicas e mantenha seus sapatos sempre lindos!

Couro vs. Água

Essa é uma regra: couro e água não combinam mesmo! Se no caso o sapato molhou acidentalmente, deixe-o secar naturalmente em um lugar protegido do sol (que também danifica o produto).

Então, nem preciso dizer que deixar os sapatos de molho na água é proibido, não é?

Na limpeza, menos é mais

Nada de detergente, sabão, desinfetante, a solução mágica da vó. No caso do couro liso, ele deve ser limpo com flanelas e produto específico para couro. Em caso de nobuck ou camurça, são indicadas soluções secas que retirem as manchas do produto. O solado também merece atenção: deve ser limpo calmamente com uma escova.

É após a limpeza que você poderá dar mais “vida” ao couro do sapato. Pode-se utilizar graxa, hidratante para couro ou mesmo hidratante corporal de mulheres para poli-lo.

Cuidado na hora de guardar

O sapato de couro deve ser guardado só depois da limpeza ou de ter secado. Para não danificar o produto, é preciso armazená-lo em caixas com ventilação ou em saquinhos de TNT, evitando o contato com outros sapatos. Se for armazenado incorretamente, ele pode deformar, amassar e acumular fungos. Ah, falando em fungos, essa é a última dica…

Sapato sem odores

Por isso que a limpeza e o armazenamento são tão importantes, eles evitam que a bactéria causadora do “chulé” ataque seus sapatos. É também importante limpar a palmilha e evitar o uso por mais de dois dias consecutivos. O sapato precisa respirar e perder aquela umidade gerada pelos pés.

 

O que as celebs vestiam nos anos 90?

Os anos ‘90 foi marcado pelos exageros nas cores, estampas e brilhos. A criatividade e versatilidade atendiam diversos tipos de estilos e gostos.  Calças jeans coloridas, blusas segunda pele e lingeries a mostra faziam parte dos estilos nessa época. Além das calças bag, com blusas ou agasalhos amarrados na cintura trazendo um estilo despojado ao look.

As calças pantalonas também foi um ícone do momento. Era comum encontrar estampas de bicho como zebra, onça e cobra, combinado com camisetas básicas e sapatos de bico quadrado. Além de jaquetas jeans, macacão estilo jardineira e tênis de plataforma. Enfim uma época em que era possível encontrar uma variedade de estilos, desde os mais clássicos até aos mais despojados.

A proposta nos anos 90 era transmitir liberdade às pessoas para usarem roupas que traziam conforto e bem-estar, como uma maneira de expressar sentimentos. Bolsas em diversas cores e materiais com várias repartições como porta celular, porta cartão e até mesmo porta chave, eram os acessórios do momento.

Uma moda descolada, influenciada por estilos usados pelas celebridades em videoclipes.  Confira agora celebridades que se tornaram referências nos ano 90.

Julia Roberts

A famosa usava calça jeans de cós alto, camisetas, segunda pele e vestidos longo, além de blazers mais acinturados.

 05aed7b7bb52e7aa11add84133784c2a

Madonna

Foi a época que a cantora lançou sua marca registrada,  o seu clássico e famoso bustiê de cones. Também abusava das roupas sensuais, com muitas peças de couro, salto e transparências.

George Chin

Demi Moore

Marcada por seus looks clássicos e estilo versátil, usava camisas combinando com calças de cintura alta.  Além das jaquetas jeans com vestidos e blusas básicas.

Actress Demi Moore.

Cher

Conhecida pela moda extravagante e sexy dos anos 90, a cantora usava brilho, peças mais curtas e transparentes, sempre chamavndo a atenção onde passava.

cher-7

Alicia Silverstone

Um estilo minimalista usava peças básicas, macacões estilo jardineiras combinadas com  segunda pele, além de blazer e camisas.

alicia

Anos 80: as peças que nunca saem de moda

Os anos 80 foi uma década marcada por uma moda intensa, versátil, alegre e ousada. A variedade de cores vibrantes e estampas permitiam um look descontraído e divertido.  Assim, permitiu peças de roupas que nunca saíram da moda voltar com tudo nos dias de hoje.

Uma época que era comum encontrar looks coloridos, principalmente em leggigns, nas cores rosa choque, verde limão, amarelo e laranja. Existia uma variedade de modelos de calça de cintura alta e calças coloridas bocas de sino, combinadas com blusa cropped, que foi uma grande tendência nesse período.

anos_80_madonna_jane_022

Blusas com mangas bufantes e volumosas traziam todo charme ao look.   Naquela época, as calças com mix de estampas como animal print e listras eram as preferidas. Um ano marcado pelas meias arrastão coloridas e meia calça nas cores rosa, azul e verde-limão, que permitia um estilo ousado.

Peças versáteis e intensas que fazem sucesso até hoje. Confira:

Calça de cintura alta

Considerada as queridinhas da década de 80, permitia modelar o corpo das mulheres, proporcionando visuais elegantes.  É Uma peça que nunca saiu de moda e é encontrada ainda atualmente.

Cropped

Conhecida como blusas curtas ou top, o cropped foi considerado uma grande tendência nos anos 80 e hoje voltou com tudo. Uma peça que permite ser combinada com diversos tipos de look, transmitindo um estilo charmoso e ousado.

Mangas bufantes e ombreiras

Uma das maiores referências nos anos 80 são as mangas bufante e com ombreiras, que nos dias de hoje é possível combinar com jaquetas e camisas.

Animal print

As estampas conhecidas como animal print surgiu na década de 80 e é considerada tendência este ano. As estampas de zebra, onça e cobra são encontradas em calças, sapatos e até mesmo nas blusinhas.

Tênis cano alto

Na época o tênis de cano alto era combinado com leggings coloridas e brilhantes. Hoje permite combinar com calças e até mesmo shorts jeans, permitindo um look descontraído.

Legging

Considerada peça coringa, a legging combina com uma variedade de estilos. Nos anos 80 a moda era usar cores quentes e vibrantes, com saias e vestidos. Nos dias de hoje a ideia é combinar com camisas, camisões e batas.

Blazer

O blazer começou a ser usado nos anos 80 com ombreiras. Atualmente, considerado como peça-chave no guarda roupa das mulheres esse clássico permite um look versátil e despojado.

Decoração shabby chic: tendência em decoração para 2017

Para você que busca sofisticação e um estilo vintage para sua casa ou apartamento, conheça mais sobre shabby chic, uma decoração que traz um clima nostálgico e conforto para seu ambiente.

Imagino que você já deve ter ouvido sobre a decoração shabby chic não?! Bom caso você não conhece ainda, saiba que é um tipo de decoração industrial misturada ao vintage que traz conforto e sofisticação a sua casa.

Shabby chic surgiu na Inglaterra, onde os ingleses usavam   esse tipo de decoração para casas do campo. Mas, foi no ano de 1990 que essa tendência ficou muito conhecida na decoração. É indicada tanto para casas como apartamentos pequenos, que proporciona um ambiente mais iluminado e um amplo espaço ou até mesmo para aqueles que buscam um toque rústico e elegante.

O estilo shabby chic é a mistura de antigos elementos com os modernos. As cores pastéis, branco, verde e o rosa são as mais usadas. Na decoração é possível encontrar arranjos de flores, móveis rústicos de madeira, estampas florais nas cortinas, em papéis de parede, almofadas, toalhas e até mantas felpudas.  A ideia é dar vida a móveis ou peças que já não eram mais lembradas e não estavam sendo usadas.

A grande vantagem é que esse tipo de decoração permite você gastar pouco para decorar seu ambiente, utilizando peças usadas de diferentes estilos, assim permitindo um estilo único, sofisticado, elegante, delicado, simples e harmonioso.

Para você que quer se inspirar na decoração estilo shabby chic pode usar almofadas com estampas florais, itens delicados, quadros decorativos e cortinas com tecidos leves. Além de móveis revestidos com toque desgastado, estampas florais em vasos, no papel de parede e até mesmo na roupa de cama.

É possível usar esse estilo shabby chic em qualquer cômodo. No banheiro pode inserir um papel de parede em tons mais claros, cortinas de tecidos com laço, quadros e imagens para transmitir charme e estilo.

No quarto misture tecidos florais com peças brancas, cortinas claras e papéis de paredes em tons rosa e verde. Na sala de estar também use tecidos florais em cadeiras por exemplo. Combine o sofá com a cor da cortina, para deixar sua sala mais elegante.

Para usar a decoração shabby chic na cozinha você deve se atentar aos detalhes vintage. Dê um toque rústico com camadas de tintas nos móveis, como a mesa. Mas se preocupe também com a sofisticação, colocando um lustre de porcelana ou cristal por exemplo.

O carnaval no tempo das marchinhas

carnaval1

Olá, retrôlovers! Curtiram muito o carnaval nesse final de semana?

Aposto que, como verdadeiras amantes do retrô, o carnaval de vocês foi embalado ao som de axé anos 1980, marchinhas anos 1940, fantasias clássicas cheias de máscaras inspiradas no século 19. Acertei?

Pois é…nós também temos saudades dos tempos áureos de canções como “abre alas”. Muito antes do trio elétrico nas ruas e dos carros alegóricos nos sambódromos se tornarem tradição, eram as marchinhas que alegravam os foliões nas ruas e também os ricos em seis bailes de máscara.

O carnaval, por incrível que pareça, não é brasileiro. A origem verdadeira vem de uma comemoração pagã que era regada de comida, bebida, dança e sexo. A igreja transformou a data em uma festa mais conservadora, porém “controlada”, já que não era possível retirar a comemoração do calendário das pessoas na época. Porém, foi o Brasil que transformou o carnaval tradicional europeu na festa contemporânea que conhecemos hoje.

A primeira música reconhecida como marchinha carnavalesca foi a “abre alas”, composta por Chiquinha Gonzaga, em 1889. Em primeiro momento, a música foi feita para o cordão Rosa de Ouro. Mas esse novo gênero – inclusive essa música – só ganharam o coração das pessoas por volta de 1940.

Mas o auge do gênero aconteceu mesmo em 1960, com as músicas “cabeleira do Zezé”, de Roberto Faissal, e “Maria sapatão”, do Chacrinha.

Confira agora as maiores marchinhas de carnaval da época!